domingo, 11 de dezembro de 2011

Crise Mental

Eu vejo as pessoas do meu lado se dando bem
Eu obeservo elas serem alguem
Sinto saudade do que nunca tive
Dos lugares que nunca estive
Analiso e vejo as pessoas ostentarem
Meninos que não têm 25 anos de idade
Eles pegam e abusam da sorte
Brincam e jogam com a morte

Eu quero descobrir minha existência
Sentir o cheiro da minha essência
Para ai sim eu possa tomar uma tendência

Por que eu ainda vivo ?
Eu não honro o que digo
Por que viver nessa terra desigual
Onde e sou tratado como animal
Eu queria me apagar
Para me encontrar
Me encontrar nos meus sonhos
Onde eu possa ter prazers risonhos

Eu quero descobrir minha existência
Sentir o cheiro da minha essencia
Para ai sim eu possa tomar uma tendência

Eu tento, persisto, arrisco, insisto
E ainda assim não me permito
A fazer certas coisas
Coisas que não me competem a fazer
Que eu prefiro esqueçer
Irei procurar por mim
Num lugar que eu me perdi
Descobrir o que é meu
Sendo que tudo desapareçeu

Eu quero descobrir minha existência
Sentir o cheiro da minha essencia
Para ai sim eu possa tomar uma tendência