domingo, 13 de julho de 2014

Novidade


Poeta não ama 
Poeta declama
Não julgue me por eu ser eu 
Foram superações de tudo o que me aconteceu 
Agora tenho novos laços 
Preciso de novos passos 
Quero beijar a boca de várias moças 
Para assim encontrar "a moça" 
Jamais renegarei minhas raízes 
Só respeite  minhas diretrizes 
Me basta um pouco de sorte 
Percalços da vida que me acompanharão ate a morte
Só quero dizer que amo a vida 
Tenho vontade de viver É isso que me mantém vivo....