terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Desabafo

Sozinho na sombra do meu quarto
Me sinto só
Desde de que vim ao parto
Minha mãe disse esse vai ser o maior
O tempo passou rápido não acompanhei
Lembro de tanta coisa que forcei  
Adolescência dúvida
Velhice estúpida
Mas a vida passa
Tem muita gente chata

É nos cantos da vida
Que se encontra esperança
Para ter uma alegria de uma criança 


Sou boêmio sou bamba 
Não frequento roda de samba 
Jogo tudo pra cima
Espero sempre entrar no clima
Por dias melhores 
Estou entre o melhor dos piores
Se eu me afundar me deixa
Mais uma ressaca ,minha cabeça me queixa
Mas uma duas três doses até cair
Me tire eu não sou daqui 

É nos cantos da vida
Que se encontra esperança
Para ter uma alegria de uma criança 

Vontade de espernear chorar
Mas nunca parar de lutar 
Tente até conseguir
A chance pode estar logo ali
Todos podemos ser felizes
Depende de nossas diretrizes

É nos cantos da vida
Que se encontra esperança
Para ter uma alegria de uma criança 

Um comentário:

  1. Legal o modo como vc fala da vida dessa perspectiva. Muita gente esquece que a vida é curta e, na primeira dificuldade, entrega os pontos.

    ResponderExcluir