segunda-feira, 20 de julho de 2015

Quando a paixão encontra o ódio

Ainda que eu me sinta magoado
Com sua lealdade
Amanhã haverá um novo dia esperado
E eu não posso ficar aqui parado
Apaixonados são loucos
Frustrados por não conseguirem amar pouco
Cadê os valores que pregamos por um vida ?
Amar pode ser de fato a melhor saída
Errôneo da minha parte achar isso
Com esse mundo, eu tenho compromisso
Talvez trabalhemos bem com raiva
Porque o ódio poder ser uma dádiva
E aquele amor puro
Com algumas drogas eu substituo e curo
Talvez eu no fundo espere uma última e esperançosa chance
Mesmo que eu canse , mesmo que eu canse
Mas agora  é ódio e hostilidade
Após uma ressaca de quem sofreu falsidade
Merda merda merda
Essa vida poderia ser mais fácil né ?
Pois é
Vai morrer pra lá sofrência
Só o capitalismo eu quero a decadência
Mas agora nesse momento
To lavando o ódio embaixo do sereno
De coração eu me ausento
Vamos para frente
Afinal para vida eu tenho que ser atraente
Ler o que os olhos de vocês dizem
Cultivando princípios e raízes
Agora vou para o próximo episódio
Nesse momento é....


...Quando a paixão encontra o ódio ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário