sexta-feira, 15 de abril de 2011

Reticências

Olhos abertos vem me procurar
A usar o que eu sei para poder falar
Sobre o que sinto
Já que eu sempre minto
Depois de tanto tempo a me ferrar
Ainda não sei bem o que quero fazer
Faço tudo para poder merecer
De tudo o melhor 
Já não me sinto só 
Espero muito que acabe o pior  
A natureza sempre me seduz
A ir em frente e buscar a luz
Só jesus sabe o bem que nos conduz
Vou em busca da minha utopia
Para acabar com o corre - corre do dia - dia
Me inspiro na tristeza
Da inútil beleza
A qual somos induzidos sem certeza
Vou à praia para me libertar 
O vento sempre faz o mundo parar 
Me dá sempre  o tempo para raciocinar
Sobre a vida que levo
Que nem ao padre revelo.....

2 comentários:

  1. "O vento sempre faz o mundo parar" é um verso inesperado e, dependendo do contexto, pode encantar. Abraços e sucesso com o blog!

    ResponderExcluir